Bem vindos, viajantes, andarilhos e peregrinos, à estrada escura! Neste caminho, vocês encontrarão muitas das minhas histórias, algumas reais e outras elaboradas, todas elas presentes no meu estimado diário de viagem, a Lápide. Junte-se a jornada e divirtam-se em meio a esses mistérios.
Coveiro ¤X¤




Deste de 1999, a Paranigma vem sendo a logomarca que acompanha o coveiro em suas rotas virtuais. Entre elas, está a Lápide, o blog que comemora seu "Ano dois".

¤ 28-01-2004





Email para Coveiro ¤X¤:
coveirox@hotmail.com



O Portal PARANIGMA engloba sites e blogs no qual o autor criou ou participa. Se desejar adicionar alguns destes links em sua página, mande um email e um codigo será gerado em retorno.
Coveiro ¤X¤

Alguns dos selos:









Escritos Antigos:

- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/03/2006 a 31/03/2006
- 01/02/2006 a 28/02/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/12/2005 a 31/12/2005
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/07/2005 a 31/07/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005
- 01/05/2005 a 31/05/2005
- 01/04/2005 a 30/04/2005
- 01/03/2005 a 31/03/2005
- 01/02/2005 a 28/02/2005
- 01/01/2005 a 31/01/2005
- 01/12/2004 a 31/12/2004
- 01/11/2004 a 30/11/2004
- 01/10/2004 a 31/10/2004
- 01/09/2004 a 30/09/2004
- 01/08/2004 a 31/08/2004
- 01/07/2004 a 31/07/2004
- 01/06/2004 a 30/06/2004
- 01/05/2004 a 31/05/2004
- 01/04/2004 a 30/04/2004
- 01/03/2004 a 31/03/2004
- 01/02/2004 a 29/02/2004
- 01/01/2004 a 31/01/2004



Outros caminhos nessa estrada:

- As Beatas - by Chris
- A viajante - by Ly
- Bares - by Labell e Illusion
- Bar Code - Louge and Pub
- Cachorrão - by Rex
- Criaturas - Ébano Vs Vigia
- Impressões - by Aleixo
- Erva Venenosa - by Rhian
- Jardim Nada Secreto
- Caminhos de Hecate - by Lua
- Mocotó.Zip.Net
- Pura Lua - by Labell
- Os escolhidos
- Perigo Biológico - by Doc
- Folkblogr - by Enfys
- Professora Cristiane
- Raposa Vira Lata
- Tolee - La vie en Belgique
- Bla Bla Bla - by Paola





Votação:

- Gostou?! Então, dê uma nota para meu blog


O Ponto de Encontro dos Blogueiros do Brasil

Avalie Este Blog!





Peregrinos nessa Estrada :





viajando online


BlogRating






Avantasia- "Chalice of Agony"

Agradecimentos a Labellaluna® por disponibilizar os MIDIS tocados na Lápide.


Layout por:

Coveiro ¤X¤
http://lapide.zip.net














3 vezes X

Estou sumido! Agora até as séries virtuais entrarão em completa estagnação!! Eu sequer vejo o meu reflexo no espelho! Estou quase um ser etéreo!! Mas uma coisa com certeza está me predendo a terra e me faz contar regressivamente os próximos dias! Dá uma olhadinha logo abaixo!!!

 

E enquanto não arrumo tempo e coragem para criar novas histórias, faça feito eu e babe com esses mini-clips em baixa resolução do filme! Mesmo para quem não sabe patavinas de Inglês, é inspirador!!!

7 min de X-men 3

Homem de Gelo, Pyro e Wolverine

2 Clips de Ação

Bob vs Pyro

Wolverine vs Sentinelas

Certamente, vocês encontrarão muitos outros mais por aí! E não roam tanto as unhas... você vai precisar de dedos para comprar o seu ingresso dia 26 de Maio na ESTRÉIA MUNDIAL de X-MEN 3!!!

 

E claro, só pra lembrar, Superman Sucks!!!

        Sombras

C.X.



 Escrito por Coveiro ¤ às 22h40
| [   ] [ Conte esta história também! ]


O Professor e a Procissão

Plena sexta feira a noite, lá estava eu no cursinho pré-vestibular de Teijipió ensinando os meninos como ocorria a duplicação da cadeia de DNA. Era os últimos dias para uma série de feriadões. A sexta seguinte teríamos Semana Santa. Na outra, Tiradentes. Por fim, mais um feriadão cobrindo a segunda com Dia do Trabalho.

Uma hora e meia initerrupta de aula depois, eu colocava o lápis marcador de quadro de lado e já me despedia dos alunos, quando chega o professor do último horário. Vicente, grande sábio da literatura e da lingua portuguesa, me cumprimentou com energia e soltou um comentário:

- Quase me atraso pra chegar aqui. Está vindo agora pela rua uma procissão interrompendo todo o trânsito!
- Procissão? - repeti virando o rosto para a rua.
- É! Se você vai pegar onibus, saiba que vai demorar... - comentou ele.
- Não... eu vou pegar metrô... - falei pensativo. - Vou indo então, Vicente.

Despedi-me do professor, peguei meu material e fui com o passo apertado pra rua. Ao longe, ouvi várias vozes vindo pela avenida mal iluminada do lugar. Apertei os olhos e vi a multidão cheia de velas se aproximando.

- Ah, não!

Estiquei o pescoço e vi que a procissão ao invés de seguir a rua, entrara para a pequena ruela que dava para o beco do metrô, próxima a igrejinha católica no final de Teijipió e começo de Coqueiral.

A reação foi instintiva. Pensando nas palavras de Vincente, disparei correndo pela rua escura para chegar ao beco antes da procissão. Foi no meio desse caminho que subi a calçada do outro lado e, sem ver nada, danei minha perna num daqueles inutéis vergalhões de ferro amarelo-e-preto que geralmente ficam em algumas esquinas.

Rodopiei desequilibrado e por pouco não cai estatelado no chão. Trinquei os dentes tamanha era a dor e rezei para que não tivesse quebrado nada. Olhei para calça e vi que a perna estava no lugar (ou achava que estava). Toquei com a mão e me segurei para não gritar. Por sorte, até então não havia sangue.

Ouvi as pessoas da procissão se aproximando e vi que estava bem no meio do caminho. Olhei para o lado contrário e lá estava uma pequena multidão de espectadores próxima a igreja. Engoli seco e comecei a andar cambaleante pelo povo. Os olhares começaram a se dividir entre o evento e a minha pessoa, que certamente alguns começaram a se perguntar se não era parte da encenação, trajando o papel do próprio diabo fugindo da cruz.

E, para deixar minha situação ainda mais desconcertante, não é que mais à frente estava um rapazote fantasiado de Jesus Cristo crucificado?

Eu estava justamente no meio de um auto, interropendo todo o pequeno espetáculo do grupo jovem. Apertei o passo, ainda claudicante, com o corpo praticamente curvado de tanta dor e me esforçando para não fazer muitas caretas. Mais a frente peguei a parte mais abandonada do beco e finalmente cheguei a estação de Metrô, em Coqueiral.

Já deserto, me escorei num dos bancos do lugar e finalmente criei coragem para ver a perna. Um corte profundo do tamanho de uma meia-palma da mão enfeitava a parte da frente da perna. Numa primeira avaliação, eu não tinha quebrado a perna (não totalmente), mas dava para até brincar de ver as várias camadas da pele na futura aula de histologia. Suspirei, fiz um muxoxo e pedi minhas desculpas num sussuro:

- Ok... Nunca mais vou fugir de uma procissão!

F.I.M


Sim, sim... Os eventos do Encontro de Blogueiros no Nordeste será contado ainda minuciosamente!!! Onde? Nos Estranhos (www.osestranhos.zip.net)! Quando? Bom, parte já está lá! O Resto quando a senhorita Priscila Rhiannon começar a botar os dedos no teclado!!!

E vejo vocês aqui e lá!!

 

Sombras.

C.X.



 Escrito por Coveiro ¤ às 19h44
| [   ] [ Conte esta história também! ]


Semana Cheia e Perspectivas Boas...

Bom, a próxima semana é certamente uma daquelas em que eu gostaria mesmo de ter um pouquinho o poder do MadroX, o homem-múltiplo, personagem de quadrinhos que comentei algumas semanas atrás. Fora as aulas de Faculdade e as ainda não-confirmadas aulas de cursinho, eu terei que estar a postos num dos grandes hotéis de luxo da minha cidade.

Não, não são férias... não me invejem ainda.

É que a partir da próxima quarta até esse Sabádo, estará acontecendo o Encontro de Genética do Nordeste: Um ótimo momento para conhecer e fazer amizades com o povinho de minha área, mas uma péssima maneira de perder um grande feriado que o Coelhinho da Pascoa iria me ceder...

Bem, em todo caso, se não me encontrarem aqui, já sabem, né?

Bom, mesmo tão atribulado, talvez a semana santa ainda me reserve algumas surpresas. Querem saber quais? Bem, bem... dizem que existe uma profecia sobre o primeiro blogueiro(a) que irá de fato constatar a presença real do Coveiro Xis. E alguns historiadores afirmam com segurança que ela vai ocorrer esse ano, esse mês, essa semana? Será?

Pois é... para aqueles que tem fé, firmem os dedos em figa! Próxima semana, vamos lotar a Lápide de fotos desse tal evento do ano!!!


E obviamente, antes que eu me esqueça! Mesmo muito atrasado, consegui lançar mais um capítulo de Engenics hoje!!! Confiram em www.engenics.com.br !! As coisas andam meia desorganizadas esse começo de ano, mas como disse... as perspectivas ainda são boas!!!!


Ah... Para que leu em meu nick a frase "Fudi minha Perna" e quiser saber como foi, me lembre de escrever um In Memorian na próxima semana... É pequeno, mas tem seu humor... negro! Ugh!!!


Ah, agora sim...

           Sombras!!! E até a Páscoa!!

 

C.X.



 Escrito por Coveiro ¤ às 01h06
| [   ] [ Conte esta história também! ]


LEGENDÁRIOS!!

Agora é Oficial!

A partir de hoje você já pode acompanhar a série mensal LEGENDÁRIOS, com o primeiro episódio "Lendas Modernas" do arco em oito partes "Nova Era".

Cliquem no logo abaixo e adicione o nosso site nos favoritos:

AS PORTAS SE ABREM PARA ESSE NOVO MUNDO!

E CONTINUE ACOMPANHANDO MAIS ATUALIZAÇÕES DESTE NOVO SITE E EM ENGENICS DURANTE ESSE FIM DE SEMANA!!!!



 Escrito por Coveiro ¤ às 10h47
| [   ] [ Conte esta história também! ]


ENGENICS HACKEADO!!!

Não, isso não foi mero sensacionalismo. No final de seu grande e penúltima arco da primeira temporada o site de historias virtuais ilustradas ENGENICS foi invadido por tios maus... Muito Maus... e ficou fora do ar por horas.

Tentando reverter esse processo, o Coveiro requisitou a ajuda primordial e eterna colaboradora da Paranigma, Labellaluna para retornar com a série quinzenal. Assim, no dia 25 de Março, Engenics estava novamente online e com um novo episódios - "HERÓIS" - que redefinirá para sempre a vida dos pequenos personagens principais da trama.

Não sabemos ainda se esse "Tios Sujos" foram contratados por orgãos superiores que a todo custo não desejam revelar a verdade de ENGENICS. O momento parece ainda mais tenso pois essa é a semana de estréia da mais nova série da Paranigma. Sim, dia 31 deste mesmo mês teremos a tão já anunciada série mensal LEGENDÁRIOS.

E enquanto você conta nos dedos os dias se passando, dê uma espiada no site em construção:


o endereço é...

 http://legendarios.engenics.com.br


Visite o Site já

Acompanhe os desdobramentos interligados em Engenics...


E volte na ultima madrugada deste mês para presenciar uma nova era...

 C.X.

 



 Escrito por Coveiro ¤ às 13h16
| [   ] [ Conte esta história também! ]


Diário de Estrada, 15 de Março de 2006, Planeta Terra...

     Faz já algum tempo que ganhei um apelido aqui mesmo, na net, de ser aquele que tudo sabe e tudo vê. Era uma brincadeira sobre eu ser "onisciente" das questões bloguisticas, algo que só uma dividade poderia ser capaz. Afinal, ninguém é capaz de estar em todo lugar ao mesmo tempo, não é?

Bom, eu pensava assim... um pouco tempo atrás.

Sempre fui fã de Jammie Madrox, o homem-multiplo, mas nunca pensei algum dia que invejaria tanto o poder dele. Estou naquelas fases que se descobre o quanto nosso corpo é limitado e ainda não encontrei a barreira.

Primeiro, após o buraco negro da história de um pesquisador que se chama "Mestrado", resolvi tomar a frente uma vida social decente. Ou seja, quis trabalhar... Então, o meu cronograma de 2006 virou uma bola de neve. Querem ter uma idéia?

1)Mesmo após o mestrado, eu continuo vinculado ao laboratório ajudando pelo menos uns oito graduandos em Citogenetica Animal.

2)Em Janeiro, comecei a dar aulas de Genetica de Populacões na Faculdade para duas turmas (Licenciatura em Ciências Biologicas e Ciências Ambientais)

3)Enquanto dava as aulas, percebi que precisava formular capitulos e exercicios "traduzidos" de um assunto que so tinha disponivel em ingles até então e criei um site chamado GENEPOP para facilitar a vida da gurizada.

4)Achando pouco, em março, voltei aos cursinhos pegando nada mais nada menos do que 2 turmas em Tejipió e duas turmas na Varzea (Turnos diurnos e noturnos).

5)Hoje, encarei minha primeira aula de Espanhol (dois dias na semana de duas horas) e já senti que gostei e vou ficar ate o final.

6) Isso tudo sem falar que ainda tenho dado conta da Lápide, Engenics e Estranhos, este último quase sempre sozinho (Isso é um puxão de orelha, sim).

7) Fora que penso em criar uma nova série chamada Legendarios e até o meio do ano tirar uma carteira de motorista... Ah, participações em congressos e o publicação do meu artigo tem que entrar nessa lista...

Pois é, como ainda sobrou as 4 horas que uso pra dormir, há muito o que se fazer. Agora quem vai ser o cara de pau que vai dizer que "não tem tempo pras coisas"?

Não se preocupem... estou vivo e continuarei mandando notícias!

Sombras!!
C.X.



 Escrito por Coveiro ¤ às 23h48
| [   ] [ Conte esta história também! ]


A história das Abelhas: Cinco anos depois

     Logo no começo do ano de 2006 comecei a lecionar a cadeira de Genética de Populações na Federal em duas turmas. Pra mim, foi uma conquista muito grande tanto por assumir um cargo assim muito cedo em minha carreira como por ter uma realização muito próxima de passar os conhecimentos num lugar que marcou boa parte de minha história. No entanto, mal sabia que o lugar também foi marcado por minha passagem.
     Essa história começou numa aula após a prova, num comentário que fiz sobre a realização das excursões na turma de Ciências Ambientais. Não sei exatamente o que falei para uma aluna mais atenta arriscar uma pergunta.
    “Professor, o senhor era da turma que foi atacada pelas abelhas?”
    “Eu?” Eu me virei para trás com um riso bobo. “Quem falou disso pra vc?”
    “A professora Iva nos contou sobre a “História das Abelhas” disseram outros. “Era o Senhor que estava lá, não era?”
    “Era” falei prontamente. “Vamos falar disso no final da aula... A história é longa”
    Continuei a aula como pude ante ao alvoroço da garotada para saber toda a aventura que a turma da famosa “História das Abelhas”. Passados alguns minutos, quando finalmente terminei as correções dos exercícios, vejo que pelos olhos deles que a historia era aguardada.
      “Tá bom! Tá bom!! Vamos começar. Algum tempo atrás, as turmas de biológicas costumavam passar quase uma semana de excursões, por vezes conjugadas com outras matérias, em Brejos dos Cavalos.”
     “Onde é isso?” perguntou um outro.
     “Em Caruaru, o ponto mais alto de lá. Antigamente, o acesso só era feito através de cavalos e mulas. Por isso, o nome da serra. Bom, naquela época da minha excursão, o pessoal dormia dentro da reserva, numa base de pesquisa bem precária” comentei. “Hoje em dia, quando voltamos pra lá no grupo de pesquisa de Genética, ficamos num sítio com cama, geladeira e até piscina. É outra coisa”.
     “Ah, você foi pra lá mais de uma vez?” uma outra pergunta.
     “Ah-ham” respondi “A primeira passei quase uma semana, com o professor de Zoologia Antonio Carlos e o nosso “mateiro oficial” da universidade, Sêo Mario. Vocês conhecem Sêo Mario?”
     Ninguém respondeu. Era uma pena.
     “Sêo Mario é a única pessoa que eu confiaria estar numa mata qualquer. É uma pessoa engraçada e extraordinária. Cheio de histórias fabulosas que fazem você perder uma tarde toda numa rede só ouvindo e rindo. No campo, ele é hiperativo, vc tem que ter folego para agüentar o ritmo do velhinho. Ah... apesar de em certos momentos, ele chega a “falhar” e acaba se perdendo por conta de cumadre fulozinha”.
    “Hã?” surpresa geral.
    “Cumadre fulozinha...vocês conhecem, não é? É a nossa versão de Saci. Quando ele se perde, diz que Cumadre Fulozinha esta trocando a visão dele. Ou seja, ele vê tudo ao contrario. Coincidência ou não, Cumadre Fulozinha parece sempre aparecer quando ele passa um pouco do ponto.” Falei e fiz sinal com a mão como se bebesse uma garrafa.
    Os alunos riram.
    “O pior é que ele fala com uma crença tão forte, que eu já vi até Professores Doutores com medo da dita assombração” comentei lembrando do que houve na ultima excursão que fui. “Parte disso ele faz por brincadeira para mexer com os alunos, mas em parte ele acredita. Ele sempre pede para ter “respeito” na mata, mas sabe como é a garotada. Da última vez, numa coleta de morcegos, fizeram uma Rave. Pegaram as lanternas, começaram piscar por todo canto, fazendo sons de boate com a boca e o velhinho me perguntou o que danado era aquilo. Eu respondi que não fazia idéia, mas rindo muito logico com a cara dele”.
     Mais risos entre os alunos e uma delas insistiu para adiantar o caso das abelhas.


     “Isso ocorreu na segunda excursão e foi a mais curta de todas para Brejo. Ao invés de anfíbios e morcegos, dessa vez íamos caçar... samambaias.”  Parei um pouco para lembrar de tudo. “Bom, estava chovendo muito e se vocês não sabem como é mata fechada, ela é escura sempre não importa a hora do dia. Era um percurso difícil, uma subida íngreme e praticamente escalávamos boa parte do caminho.”
     “Após subir bom trecho, me afastei dos outros e desci para pegar uma samambaia. Nesse meio tempo foi que tudo estourou... Senti uma picada e peguei nos dedos a abelha que me atacou. Não demorou muita para notar que logo acima, outras tantas já começavam a massacrar o pessoal. Eu subi até os outros e tentei ajudar. Contudo, sempre ficava aqueles meio tontos do fim da fila perguntando o que estava acontecendo. Não demorou muito para a coisa ficar feia, eu senti repentinamente minha cabeça queimar e com as duas mãos passei os dedos nos cabelos puxando dezenas de abelhas entre meus dedos”.
     “E aí?” foi uma pergunta geral.
     “Eu corri” falei num sorriso. “Eu praticamente abri uma nova trilha paralela e só parei quando vi a professora Iva caída entre cipós e vendo os alunos passando desesperados por cima dela. Uma delas, minha amiga Cíntia, me segurou e em suplica contou que algo muito horrível acontecia lá atrás. Eu parei e então ouvi os tais gritos horríveis”.
      “Eu esperei algumas pessoas se aproximarem e corri com elas quando ouvi as abelhas se aproximarem. E como eu estava numa outra trilha, o resultado é que quase nos perdemos. E pior, se não tivesse dado conta, poderíamos ter caído de um barranco. Demorou um pouco mais para achar o caminho de volta.Quando saí finalmente da mata, entre os últimos, acabei caindo na gargalhada que só parou quando vi um de meus colegas com reação alérgica”.
    O restante da história que contei resumia as muitas confusões que acabaram acontecendo no hospital.
   “Poxa! Que aventura, viu?” foi mais ou menos os comentários.
   “Mas, professor, por causa da sua turma a gente não tem mais essas viagens” disse outra.
   “É...” falei meio sem graça.
   “O senhor deveria era organizar uma pra levar a gente”.
   “É...” falei “...talvez eu até acompanharia vocês, se Sêo Mario estivesse junto desta vez”.
    E assim em uma aula diferente, eu me senti um velho e até feliz por isso.

            Sombras

C.X.



 Escrito por Coveiro ¤ às 00h02
| [   ] [ Conte esta história também! ]


TEMPOS DE HERÓIS...!!!

A maioria achou que ao ter abandonado por quase de dois meses a Lápide, o Coveiro havia abandonado de vez todos aqueles desenhos feitos as pressas e mal-acabados (mas com muito carinho ainda, é verdade). Não é uma verdade por inteiro essa afirmação. Provavelmente, vocês só procuraram no lugar errado. Ou, claro, esqueceram do lugar mais obvio.

Depois de praticamente nove meses de atualizações quinzenais, ENGENICS continua muito bem de pé, obrigado. Nem todas as vezes pude alertar aqui na lápide sobre cada atualização, mas eu sempre tentava seguir os prazos e entregar cada episódio com o mínimo de atraso. O resultado foi que concluído dois curtos arcos e algumas histórias únicas, finalmente alcancei a "pequena-grande" saga que transformaria as crianças em heróis.

 É obvio que as roupas são uma piada a parte! São exclusivas da capa do episódio 19, que vai estreiar em março. São os momentos finais de uma saga em nove partes que levará para a última parte da temporada de ENGENICS, ainda em MARÇO.

Mas, não para por aí! Onde um saga começa, outra tem início. Para dar forma a um universo que estava se expandindo em Engenics, eu resolvi modelar a primeira mini-série que apresentará a visão de um Mundo onde herois são Mitos. Surge, então,...

LEGENDÁRIOS

Saiba mais sobre essa Mini-Serie Mensal em breve! Aqui mesmo na Lápide e nas muito próximas modificações no site de ENGENICS

O convite deixado aqui é especial! Compareçam!

C.X. 



 Escrito por Coveiro ¤ às 01h51
| [   ] [ Conte esta história também! ]